quarta-feira, 22 de novembro de 2017

10 COISAS PARA FAZER QUANDO QUISER COMER

Hoje estou aqui como uma pessoa normal! Mas antes, uma THINSPO...



Vim fazer uma lista de coisas que me fazem bem, me ajudam a evitar comida, e me levam de volta ao caminho qual (não usarei a palavra nojo, pois minha espiritualidade me dá um tapa na cara) meu corpo terá repulso à se alimentar. Só pra lembrar, depois de muito tempo eu consegui finalmente sentir essa sensação maravilhooooooosa! Olhar pra comida e lembrar que ela não é, nunca foi e nunca será minha amiga. Pelo contrário, ela só me faz mal, como diria a Brenda de 6 anos atrás:"Tenho alergia à comida, pois toda vez que ingiro tenho inchaço!" então bora desintoxicar e manter o estômago limpo de tudo que nos faz mal! 
Voltando ao assunto principal, vamos à lista de 10 coisas para se fazer quando pensar em comer!

1. TOMAR CAFÉ

É muito verídico que ele tira a fome, acelera o metabolismo, e se feito com açúcar te alimenta o dia todo e vc permanece cheia. Mas se feito sem açúcar é possível passar o dia à base dele sem sentir dor de estômago (Mas é necessário gostar daquelas dorzinhas gostosas que gritam que você é vencedora né?) e ainda te deixa automaticamente de NF - mais conhecida atualmente como jejum! Já posso agradecer aos deuses por um ser ter tornado isso normal? 

2. DANÇAR

Além de gastar calorias, eleva a autoestima, mesmo que seja por 2 segundos, mas pelo menos eu, o que mais ando precisando, depois de perder 20 kgs, é elevar essa bendita. A música tem poder de mudar tua energia, e isso acaba mudando teus pensamentos sobre comida e tende a ver pessoas com corpos que provavelmente não se empanturram de comida pra se sentir bem.

3. OUVIR/VER VÍDEOS DE MÚSICAS ANIMADAS

Esse item tem quase o mesmo poder do item 2, mas aqui você se concentra mais nos exemplos, e acaba se envolvendo mais e garante que isso permaneça por mais tempo grudado na sua cabeça.

4. PESQUISAR POR THINSPOS NA INTERNET

Falando em exemplos, quer efeito melhor sobre uma mente do que ficar horas vendo imagens sobre a tua meta? É como andar num bairro nobre em busca de motivação pra estudar, acho que essa é a melhor analogia possível. Se possível é bom guardar alguns modelos no pc, celular, imprimir e colar nas paredes (esse último é o meu sonho de princesa, principalmente na geladeira, mas não moro só então, é meio que impossível)

5. MEDITAÇÃO

Esse item vou falar sendo hipócrita, pois há muito tempo não pratico, porém sei que tem um efeito maravilhoso sobre a mente, já que ser persistente na Ana trata-se de cuidar da mente, sobre cuidar do corpo, uma hora de exercícios por dia é o suficiente. Então nada melhor que cuidar da mente e ter como prêmio a ansiedade derrotada e automaticamente nada de pensamentos gordos.

6. OLHAR NO ESPELHO

Principalmente se for sem roupa. Quer arrependimento maior que esse? Olha no espelho a jubarte que está e logo se convencerá que comer ainda não é a melhor opção nesse momento.

7. PESAR-SE SEMPRE QUE POSSÍVEL

E pra torturar se pese sem roupa, assim não da pra botar culpa em nada, nadiiica mesmo. Todo o peso que estiver registrado na balança é exclusivamente teu e de mais ninguém. Bom estar atenta à realidade sem botar desculpa.

8. TOMAR CHÁS

Além de relaxar, acelerar o metabolismo ou seja lá o que for o intuito do chá, ele acaba "alimentando", pois o estômago se manterá cheio e não será por nada que te engorde, e também não será apenas por água.

9. VESTIR ROUPAS

Seja porque elas não te servem mais ou ficaram folgadas, sempre vão te trazer algum efeito. Se elas estão se perdendo em meio à sua gordura, prepara o choro e segura a boca nervosa. Se está ficando larga, parabéns! Ta deixando de ser fracassada, mas isso não significa nada além que você pode ser mais forte e capaz de ir muito mais longe! Muitos conseguem, você já conseguiu duas vezes e conseguirá a terceira  e mais maravilhosa vez, a sem volta!

10. LEMBRE-SE DAS VEZES QUE OUVIU COISAS DESAGRADÁVEIS DEVIDO SEU PESO

Quer incentivo maior do que lembrar que já foi menosprezada por ser essa balofa andante? Pessoas que gostam ou não de você, mas as piores com certeza são as próximas, as que sabem ou tem ideia que isso te afeta, senão por vontade de te deixar mal, por que outro motivo fariam? E por que não VOCÊ as deixarem mal por você conseguir ser muito mais do que elas esperavam de você. Quer gostinho melhor do que mostrar pro mundo que você é capaz? DEFINITIVAMENTE, NÃO TEM!



terça-feira, 14 de novembro de 2017

Retrato falado da Ana e Mia

Parece normal, se tornou normal na verdade. Elas fazem parte de quem eu sou, temos 7 anos de um longo relacionamento, talvez o levarei para a minha vida inteira (provavelmente). É o que me leva ao céu e depois me joga direto pro inferno. É um voo e rastejar constantes, mas esse voo causa borboletas no estômago, elas voam sem parar la dentro, mais forte e mais forte, até que não consigo mais aguentar e penetro meus dois maiores dedos da mão direita na garganta querendo tirá-las, mas aí é tarde, já engoli muitas delas, e quando saem, levam consigo tudo o que há de bom junto à elas e me vejo em queda livre, direto pro chão, pra um andar submerso de lavas que queimam todos os meus neurônios, eles criam vidas e vozes, eles gritam o quão perdedora me elegi mais uma vez por voltar à estaca zero. 

-De novo você aqui? Não cansa nunca de ficar nesse vai e vem? 

É quando me dou por vencida, MAIS UMA VEZ. Perdeu, perdida... Volta todo o caos, que eu seguro dia a dia, que tanto tento calar, que eu não aceito que vive dentro de mim. Mas vive. E do lado de fora só se vê "as crises dela, mas ela que procura!"...

Parece drama, um lado meu vê drama, mas dói, dói muito. Corta forte, rasga, mata cada dia mais. Não da pra escolher um lado, porque o lado que eu quero vai me acarretar problemas, eu sei, mas eu não posso me entregar à "vida normal", tbm vai me acarretar problemas, físicos e psicológicos. Eu ainda prefiro me entregar à Ana e Mia, mesmo que o estômago grite de dor a cada 24h sem comer, mesmo que minha garganta sangre a cada vez que eu colocar a escova os ou os dedos forçando a regurgitação. Nada disso se compara à ver os números descendo na balança, ou as roupas se perdendo, sensação essa que me deixava em extase quando tinha o controle de tudo...

Ana e Mia são dois seres que vivem dentro do meu ser, não saem, podem até distanciar, por dias, meses, mas elas sempre voltam, que seja pra me ajudar ou jogar na cara a porca gorda nojenta cheia de banha que eu me tornei. DE NOVO! Eu preciso de foco e força, mas ainda estou procurando uum meio para chegar à isso. Não da pra reclamar e nao fazer nada por isso.

A Ana pega minha fome pra ela e joga fora, ela é sincera, me mostra o quanto preciso perder, mesmo que as vezes ela tire algumas pessoas de perto de mim, mesmo que ela afaste algumas pessoas que amo, mesmo que essas pessoas desistam de mim, ela não desiste nunca, mesmo quando erro pra caramba com ela, ela ta sempre ali, pronta pra segurar minha mão e me ajudar a passar um dia que seja sem comer.. e quando por teimosia ou burrice eu a traio ainda vem a Mia, que sabe que eu faço e me arrependo na mesma hora, ela fica ali, sempre me esperando no banheiro pra colocarmos pra fora td aquilo que me faz mal. Ela sabe que isso é muito além do meu querer, eu ando me deixando levar fácil demais, mas tenho fé que ainda vou me enojar com alimentos novamente, ainda voltarei a manter meu corpo LIMPO, sem gordura, sem carboidrato, sem proteina... apenas água, somente água por dias até quando o corpo não aguentar mais... eu só quero conseguir a voltar a ser a Brenda que vibra por cada 72 h sem comer com sucesso.. 

domingo, 24 de setembro de 2017

Sem título pra não frustrar

Olha quem voltou de noooooooooooooooooooooooovo!
Tá virando piada já, mas vamos lá.
Agora a porra ficou séria, vou fazer fotos de formatura! Sim, e preciso realmente caber em um vestido vermelho sem parecer o papai noel, né?
Então a minha meta pra amanhã é:
-Acordar Às 6:30h e fazer uma garrafa de café sem açúcar pra levar para o estágio (já que la tem um café da manhã comunitário insuportavelmente cheio de coisas gordurosas)
-Fazer minha lista de bênçãos ( A MAGIA)
-Ir para o estágio plena
-Chegar e fazer um chá verde, um detox e um de hibisco. Passar o restante do dia á base deles, e se meu estômago doer, tomo um efervescente.
-Terminar meu pré-projeto
-Bolar algo para fazer as fotos voltarem a bombar!
-Às 17:30h vou correr num parque até as 18:30h
-Ir à faculdade.

Por hora, apenas isso mesmo. Á noite não pesarei, vou deixar pra terça. Acabei de me pesar e estou com terríveis 75,700 kgs que serão derretidos durante essa semana. Bjos de luz com uma imagem linda!



domingo, 19 de março de 2017

De volta de novo

Aqui estou eu outra vez precisando recomeçar.. outra vez sofrendo a mesma pressão psicológica dos meus neurônios ferventes gritando: "PARA DE COMER SUA GORDA! NUNCA VAI SER FELIZ DE VERDADE ASSIM...
Não dormi ainda e já 07:12h da manhã. Eu sinto fraqueza porque dei uma mordida em uma torta ontem, mas ainda bem que me arrependi e dei o resto pra cachorra. Tomei duas cápsulas de termogênico a tarde e caminhei/fiz corrida por 2h depois. O problema foi ter bebido cerveja a noite, mas como não comi nada, acho que não tive grandes prejuízos assim.. ontem eu tava com 73.5, ainda não tive coragem de subir na balança hoje, mas espero de verdade que eu consiga estar com 71 e amanhã já não esteja mais na casa dos 70. Eu já estava com 67 em setembro do ano passado e cá estou eu com 73 em março. Tá punk, passei a noite inteeeeeira tentando dormir, mas os pensamentos e lembretes da minha ansiedade, minha agonia com todo esse excesso, a falta de amor próprio que insiste em gritar o tempo todo o quão desprezível eu sou não deixaram. Tentei assistir série, mexi no Instagram, Facebook, descobri várias coisas no whatsapp, joguei jogos antigos, baixei jogos novos, não gostei, desinstalei... Nada! Nada do que fiz me desconcentrou do inferno queimando na minha cabeça. Todos os meus demônios voltaram. Não vou desmontar fraqueza dessa vez. E nenhuma outra que volte mais depois que eu expulsar todos eles outra vez. Eu posso até ser fraca, mas morrerei lutando. Eu ainda vou conseguir chegar em algum objetivo nem que isso custe minha vida. Posso chorar, ter cólicas, dores absurdas, mas me recuso a voltar à vida que estive levando esses últimos tempos. Menos comida e mais exercícios, menos procrastinação e mais determinação. Se nem eu me amo dessa forma, como quero ser amada por qualquer outro ser humano? Eu preciso lutar de novo, deixar de lado toda essa frescura de "que fome!" "Não resisti!" E bla bla bla...
Tô voltando pro blog, tô voltando pra Ana, e quando eu não for forte o suficiente estarei segurando firme na mão da Mia. CHEGA DESSA FALSA FELICIDADE! CHEGA DESSE TANTO DE BANHA! OSSOS JÁ, NEM QUE SEJA DEBAIXO DE 7 PALMOS. AGORA É PRA VALER! NEM QUE CUSTE MINHA VIDA.